sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Recordar é viver








Por vezes olhamos para trás e sorrimos ao vermos que já fizemos tanto, e ainda temos tanto para fazer.
Este foi um espectáculo de teatro que fizemos durante o Curso de Biblioteca e Documentação que tirei no INETE.
Chamava-se "O espanta-pardais" de Maria Rosa Colaço, que já é uma estrela mas, que esteve presente na estreia e, com as lágrimas nos olhos, disse que nunca tinha visto nenhuma obra sua ser tão bem representada.

Para nós foi um orgulho e até fizemos uma digressão.
No final cantávamos:
..............Eles não sabem que o sonho
..............É uma constante da vida
..............Tão concreta e definida
..............Como outra coisa qualquer.

A todos os que participaram, que não foram apenas os que estão nas fotos, um grande beijinho e espero que sejam felizes...

3 comentários:

Romanta disse...

Um grande beijinho para ti e para todos os que participaram nesta super produção. Foram momentos muito especiais. Um xi coração para ti. Continua o excelente trabalho de contadora de histórias.

CBasílio

Anónimo disse...

Adorei ver....as saudades bateram aqui no fundo!
Bjs grandes
Andrea

Mónica Marques disse...

olá que saudades desses tempos....
é verdade temos que falar em todos, porque fomos uma equipa fantástica. Grande fim-de-semana. Grande turma. Grande Cristina Basílio.
é pá a andrea que de o mail para falarmos.

jokass pa todos

Mónica