sexta-feira, 5 de junho de 2009

Incentivo à leitura na adolescência



Como todos sabemos, a adolescência é uma fase da vida em que tudo são interrogações, certezas e incertezas, medos e desilusões.

Criar hábitos de leitura desde a tenra idade, é meio caminho andado para que, quando chegar à adolescência, seja mais dificil deixar esse "vício".

Acontece que infelizmente, nem sempre isso acontece. Os jovens, na sua grande maioria, passam pela fase em que ler deixa de ter interesse e preferem outras ocupações.

A questão que coloco é, o que fazer perante esta situação? Deixamos os jovens à mercê da leitura, ou procuramos soluções para voltar a implementar esse hábito no seu dia a dia?

Com muita pena minha, ninguém me consegue responder, ou então uns respondem-me dizendo que os jovens a partir dos 12 anos têm todas as capacidades de ler uma boa obra, tal como os Contos de Eça de Queirós,mas todos sabemos que isso ainda é uma minoria e não devemos ocupar as nossas mentes com essa minoria (apenas manter), mas sim com aqueles que não leêm nada.

Outras pessoas, preferem desviar o assunto para o incentivo à leitura nas crianças, nunca conseguindo ajudar aqueles que trabalham diáriamente com jovens entre os 12 e os 16 anos.

Temos um grande caminho a percorrer. Felizmente já se está a fazer bastante, com bons técnicos, mas muitas vezes esses técnicos são os próprios a fechar os olhos a esta faixa etária.

Quanto a mim, acho que não devemos adormecer, mas sim insistir e tentar mudar aquilo que vem a tornar-se um hábito. Temos de ser realistas, as obras que são escolhidas pelos professores como obras de leitura obrigatória, muitas vezes só servem para assustar os jovens, talvez a melhor forma fosse de facto começar por aí.


Sem comentários: