quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Reflexão


Às vezes é necessário parar para pensar na nossa existência.

O que somos, porque aqui estamos, o que fazer como fazer...

Através de uma amiga, conheci um livro muito interessante que fala sobre o Homem na sociedade, a sua forma de estar.

Uma grande verdade com a qual temos de viver mas, que para algumas pessoas, como eu por exemplo, é difícil de aceitar, a mentira:



“(…)Já ninguém diz a verdade sobre nada. Pelo menos, sobre as coisas importantes. Toda a gente mente a toda a gente, e toda a gente o sabe. Costumava ser o nosso segredinho sujo, que agora já nem sequer é sujo, porque se tornou tão banal que agora os que dizem a verdade é que são sujos. Os que denunciam as ilegalidades e os honestos é que são criticados; as pessoas cem por cento honestas são apresentadas como exemplo de um comportamento socialmente inaceitável.(…)

Por isso agora as pessoas têm medo de ser honestas. Depois de séculos de formação nesse sentido, sentem-se apanhadas numa ratoeira que elas próprias criaram e, no entanto, vivem com medo daquilo que tem precisamente o condão de as libertar. A verdade sara e elas estão convencidas de que a verdade magoa.(...)"

Juro por Deus / Neale Donald Walsch e Brad Blanton. Pergaminho

1 comentário:

Ana Patudos disse...

Este livro é um dos que recomendo ler até ao fim. Este extrato do que ele contém, é a realidade comportamental do ser humano, que continua a ter medo do que é novo.
Mas nós que acreditamos que a mudança é possivel e os comportamentos também , aguardamos passando a mensagem para um mundo melhor.
jitos
Ana PAula